destaques

Eduardo: os guarda-redes Portugueses precisam de “evoluir muito”

Em entrevista ao MaisFutebol, Eduardo, guarda-redes Português do Dínamo de Zagreb, falou sobre o Mundial, a temporada 2013/2014 e sobre os guarda-redes Portugueses e o trabalho desenvolvido à volta deste mundo.

O Mundo dos Guarda-Redes vai-se centrar mais neste último ponto e, ao revelar as declarações do guardião, que actuou por Portugal contra o Gana, no derradeiro jogo Lusitano no Mundial’2014, acrescenta-se o comentário sobre os outros guardiões-destaque da competição:

“Há poucos guarda-redes portugueses a jogar na Liga, mas de certeza que anda por aí muito talento escondido.”

“Precisamos de evoluir muito. A nível não só de treino, mas de prospeção e, quem sabe, criar até departamentos de acompanhamento específicos. Sabemos que a posição de guarda-redes é a mais difícil quando se erra e, por vezes, criam-se ilusões grandes nos miúdos que acabam por abandonar facilmente devido a isso. Temos de dar mais condições a estes jovens.”

“Houve muitos guarda-redes com grandes exibições e a definirem resultados Mas penso que foi uma questão de visibilidade, porque a qualidade já lá estava. É uma questão de avaliação. Por exemplo, o Neuer é uma certeza e o Keylor Navas também esteve ao nível do que fez na liga espanhola. Ochoa também se destacou e o Claudio Bravo que assinou pelo Barcelona é outro exemplo de que a visibilidade é que foi maior, porque a qualidade esteve sempre ao longo da época.”


Siga O Mundo dos Guarda-Redes nas redes sociais